fbpx

A história de Belmiro, o marceneiro que quis dar o passo maior do que a perna.

Belmiro sempre trabalhou como marceneiro com o seu pai, fazia moveis planejados e até alguns utensílios de decoração com madeira.

Seu pai, ao passar dos anos começou a se afastar da empresa, sinalizando a vontade de aposentar-se dos trabalhos.

Com isso, Belmiro assumiu a marcenaria e beneficiado pela fidelidade dos clientes do seu pai percebeu que teria chance de crescer rapidamente, pois há muito tempo a demanda era superior a capacidade de produção, mas seu pai nunca quis contratar mais colaboradores e comprar mais maquinários. Mas agora essas decisões estavam em suas mãos e era hora de alçar voo.

Rapidamente Belmiro entrou em contato com o fornecedor das máquinas e comprou a mais eficiente no corte de madeira, com uma capacidade de produção 60% maior do que as que ele possuía. O investimento era alto, mas Belmiro estava confiante que as demandas que seu pai havia rejeitado iriam retornar e ele facilmente pagaria a máquina. Assim, pegou todo o recurso que a empresa tinha em caixa e comprou a máquina.

Quando ela chegou ele percebeu que a tecnologia também era infinitamente superior a da máquina anterior e que teria que contratar alguém capacitado. Passada duas semanas, percebeu que estava com tempo ocioso de produção e entendeu que a fidelidade dos clientes de seu pai não seria suficiente, que teria que investir em marketing para alavancar suas vendas. Finalmente, entendeu que se suas vendas aumentassem como ele estava projetando teria de comprar mais insumos para produção. Entretanto, todo o dinheiro que a empresa possuía em caixa ele gastou na máquina.

RESULTADO: ele quis crescer mais do que suas possibilidades permitiam, comprou uma máquina com um desempenho 60 vezes maior do que a sua antiga, mas não computou que teria que contratar novo colaborador, investir em marketing e ainda comprar mais insumos.

Com isso, sua alternativa, se não fechar as portas seria contratar um empréstimo e rezar para que sua demanda realmente aumentasse.

CONCLUSÃO: Belmiro, sem planejamento, quis dar um passo maior que a perna e para conseguir se levantar terá que se organizar estrategicamente daqui para frente, caso contrário a falência é um monstro assombroso que ronda próximo.

Agora você pode estar pensando: o que a Jéssica quis dizer com essa história toda?

O que eu quis dizer, e quero que você tome como exemplo, é que todos os passos na construção de uma empresa dependem de um planejamento minucioso. Até para crescer é necessário planejar, pois querer crescer mais do que as possibilidade do momento permitem é dar um passo maior que a perna e sem dúvida nenhuma ter uma dificuldade enorme para levantar.

FICA A DICA: planeje cada um dos passos que você vai dar e avalie se tem condições de alçar voos maiores.

Até logo,

Jéssica Pulino Camapra

 

2019-05-30T11:46:15+00:00

Leave A Comment