fbpx

Finanças Pessoais X Empresariais

Ao longo das duas semanas anteriores descrevemos o que não se deve fazer com relação às finanças na abertura da empresa e o que deve ser feito. No segundo item dos “5 passos para tornar as finanças sua aliada no processo de abertura da sua empresa” falamos brevemente do cuidado com suas finanças pessoais, mas o que queríamos dizer com isso?

Na maior parte das vezes, principalmente abertura de micro e pequenas empresas os recursos próprios são aqueles que irão compor o capital social da empresa, portanto você precisa avaliar quanto tem disponível para esse investimento, por isso é necessário planejamento seguindo as seguintes perguntas:

1º Quanto possuo de dinheiro para investir?

Avalie quanto de recurso você tem disponível para realizar esse investimento. Nessa etapa você já sabe quanto de recurso sua empresa vai precisar, é só comparar se o que você tem é suficiente ou não.

2º Quanto consigo guardar para investir?

Caso o que você tenha não seja o suficiente para você realizar todo investimento e ainda garanta um capital de giro suficiente para se manter, avalie seu orçamento pessoal e pontue onde você pode reduzir gastos. Assim, terá a real noção de quanto conseguirá guardar para realizar o investimento que pretende. Não se esqueça, estabelecer prazos nesse processo é muito importante, auxilia no alcance das metas.

3º Posso largar meu emprego para realizar o sonho de ter minha empresa?

Posterior à análise dos recursos que você tem disponível e das condições de poupança que possui para realizar seu investimento, um terceiro passo é avaliar seu emprego, caso o tenha. Será que não está na hora de pedir demissão? Para tomar essa decisão avalie se suas condições financeiras permitem a realização desse passo importante, ou seja, avalie se você vai conseguir ter o suficiente para investir no seu novo empreendimento e ainda para manter suas necessidades básicas.

Finalmente o último passo não é uma pergunta e sim uma afirmação:

4º Separe completamente suas finanças pessoais das empresarias

Posterior a todas essas análises você vai determinar quanto terá de ser investido na empresa. Tendo esse valor firmado e integralizado no capital da empresa seus recursos pessoais não devem mais se misturar com os recursos empresarias. É o que citamos em semanas anteriores sobre o princípio da entidade.

 

Até logo,

Jéssica.

2019-02-07T12:10:54+00:00

Leave A Comment